Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A moeda da Venezuela ficou mais barata que a de WOW

Você já deve ter ouvido algumas histórias assustadoras sobre a época da inflação descontrolada no Brasil, no entanto a Venezuela é um lugar onde se viu em primeira mão os pesadelos com a moeda fora de controle e sua desvalorização absurda. Isso por anos seguidos, mas em 2017 um usuário venezuelano do twitter fez o público gamer olhar para o país, ao mostrar que a moeda do país varia menos do universo de World of Warcraft.



Você definitivamente já deve no mínimo ter ouvido falar em WOW, seja por aquela vovó fodona líder de uma guilda desde 2007, seja por... Bom outras histórias um pouco mais estranhas...  Mas é aquele tipo de coisa da cultura pop que é simplesmente estrondosa demais para não acabar se vendo uma coisa aqui ou ali.

E assim como boa parte dos MMORPG's, World of Warcraft tem uma moeda virtual. Nessas moedas é normal você pagar uma quantidade em dinheiro real e ganhar muito mais na moeda do jogo, o que acaba fazendo ficar atraente. São coisas do tipo "Pague 1 real e ganhe 1000 gemas" ou "pague 1 real e ganhe 100 safiras". Variam os nomes e preços, obviamente.

No caso do usuário do twitter ele fez o exemplo de Pague "1 dólar e receba 8385 peças de ouro", e naquele momento 1 dólar americano tava valendo 8493.97 bolívares venezuelanos. Ou seja, saía mais barato comprar bolívares do que a moeda falsa do jogo. E isso foi naquele momento, porque nos dias seguintes só foi desvalorizando mais.

Nossa, surreal, não acham? Esse é o tipo de coisa que me vejo falando pra alguém dos anos 90 e a pessoa falando que vivemos em um mundo cyberpunk. Vão dizer que isso não tem cara de distopia? Um jogo conseguir ter moedas mais caras do que a de um país? Pensem bem, soa meio engraçado, mas são pessoas de verdade vivendo lá. Baita negócio sombrio.

Enfim, morro de medo que coisas como essas aconteçam aqui, quero dizer, parece que é uma cultura muito diferente, mas tenho certeza que tem muita gente por lá que são idênticas a nós, e só querem entrar na internet, comprar umas coisinhas maneiras, pagar as contas, comer algo gostoso de vez em quando. Mas com algo assim, imagina o caos nos super mercados? Aqui um gamer venezuelano irado porque não pode comprar nada:

Nenhum comentário: