Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 8 de abril de 2017

Slime-san - Aqui o que tem de fofo tem de hardcore!

Esse é um jogo pra quem gosta de ação extremamente frenética, como em 10 Second Ninja e o inovador Half Minute Hero, porém aqui a coisa não apresenta um cronômetro, ao invés disso há uma barra de suco gástrico e tem um destaque especial por ser um daqueles jogos tão fofinhos que parecem ser fáceis, mas é algo no mesmo estilo de Lovely Planet Arcade, ou seja o que tem de fofo tem de hardcore no jogo.


A história nos mostra Slime-san, um pequeno slime mais do que fofinho e que seu próprio nome já dá um toque de fofura ao nome do jogo. Ele vive sua vida pacificamente quando um enorme verme chega e o engole. A partir de então ele tem que arrumar uma forma de sair de lá antes que o suco gástrico dê um jeito.

O Slime é uma criatura que acabou se popularizando bastante em jogos medievais, e normalmente são colocados como vilões, no entanto são criaturas tão fofas que é normal quebrar o clima e assim sua aparição em universos sérios de RPG não é tão comum, porém jogos já fofos como o simpático Enemy e o mais do que fofinho Forge Quest não economizam em tacar slimes na sua cola.

Não estou conseguindo lembrar nesse instante de um outro jogo em que eu tenha controlado um Slime, no máximo lembro de So Many Me, mas eu nem sei se aquele bichinho é um Slime, ele parece mais um tipo de massinha de modelar. Mas aqui você é claramente um e finalmente pode fofurar pelo mundo do jeito que só um Slime consegue!

A jogabilidade básica é bem simples, chegue do ponto A ao ponto B, no entanto o grande destaque do jogo é a dificuldade para fazer isso. Existe uma barra de suco gástrico que quando chega ao extremo faz com que o cenário comece a se inundar e se o suco tocar em você, acabou. Não bastando isso há uma quantidade imensa de inimigos, armadilhas ou locais simplesmente desafiadores.

Esse é o tipo de jogo que simplesmente brinca com elementos já apresentados em outras obras e de repente você se encontra com coisas completamente nada a ver, mas que tornam tudo mais divertido. Por exemplo um dos elementos que vez ou outra aparecem são pontos de teletransporte, e tem cenários que você mal vê o personagem, pois precisa agir rápido e só vai pulando de um teletransportador pra outro.

Mas existem diversos outros elementos, paredes destrutíveis, camas elásticas, blocos arrastáveis e mais. Isso sem contar com os inimigos, alguns que te perseguem, outros que seguem uma rota, armadilhas que ficam girando e vários outros tipos, além é claro de ambientes naturalmente perigosos como áreas de pulo.

Pelo cenário ainda tem pontos verdes e rosa, os verdes tem a mesma textura de slime e apertando um botão você pode atravessar ela. Alguns cenários brincam com isso bastante, pois quando você solta o botão, ela fica sólida, mas há ambientes de queda que bem no fim tem suco gástrico (as áreas rosas) e você precisa soltar o botão no último momento. Isso é usado também em paredes, é bem frenético.

Aliás, tem fases que você nem pensa direito, simplesmente salta loucamente tentando chegar ao fim antes que o cenário seja destruído. Isso dá uma baita emoção e em alguns momentos causa certa frustração, a parte boa é que não tem loading, você morre e tudo recomeça em um piscar de olhos, há vezes em que você passa de inúmeras fazes seguidas (e tem muitas viu) até travar.

Existem ainda lutas contra chefes! Eu achei isso demais, pois nesse tipo de jogo é meio difícil algo assim acontecer. Mas nesse a equipe de produção parece realmente ter uma enorme vontade de colocar variação na jogabilidade, e assim são usados os elementos já apresentados pra você utilizar em situações bem variadas.

Tem certos elementos bem surreais no jogo também, como fases em que você para em um certo lugar e lá tem outros vermes, mas prontos para conversar, dar explicações, um tipo de barzinho, ou o que for, uma área para relaxar e comprar coisas. O jogo tem esse tipo de humor esquisito e Slime-San é acompanhado de um pássaro tagarela. 

Por falar nele, a forma que a história é apresentada também é bastante aleatória, não existe um padrão, de repente no meio do cenário alguém decide falar. Como por exemplo uma parte em que você chega em um ambiente e aparece o balão de fala do pássaro dizendo "CONSPIRAÇÃO! Esse suco gástrico só aparece quando você se aproxima!", mas não é nenhum lugar com algo de destaque, ele podia ter falado isso antes a qualquer momento, é como se de repente surtasse hahaha.

O visual é simplesmente maravilhoso, um jogo 2D pixelizado com um estilo de arte bem próprio com fundo azul, cenário branco (parecendo uma daquelas plantas de casas feitas por arquiteto) e detalhes em rosa (suco gástrico) e verde (Slime), a combinação dessas cores com algo pixelizado ficou simplesmente muito linda!

Enfim, tá aí um jogo simples, simpático, mas extremamente desafiador e quem gosta desse tipo de jogabilidade e humor certamente vai gostar bastante. Você pode conferir o jogo aqui.


Nenhum comentário: