Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Sadako 3D 2 - Não tão horrível, porém não perfeito

Depois que eu desci o cacete no filme Sadako 3D, não imaginei que existisse a mínima chance para o filme seguinte, afinal de contas todo mundo sabe que filmes são o tipo de mídia que a possibilidade de uma saga cair no nível é altíssimo. Diferente de jogos, por exemplo, que é possível reaproveitar quase todos os elementos do primeiro e as pessoas não vão reclamar, fazendo com que seja natural ter tudo o que já teve e muito mais.

Apesar disso, tenho que dizer que o segundo filme da franquia me surpreendeu. Não que seja uma obra fenomenal, mas eu comecei a assistir com tanto desgosto, que não conseguia ver salvação. Afinal de contas produtor de filme parece ser orgulhoso demais, insistem até o fim na tosqueira depois que começa. Mas aqui aconteceu algo semelhante a Hellraiser Bloodline, que é uma baita de uma obra estilosa mesmo depois da desgraça que foi o filme anterior.

A diferença pra Hellraiser é que Sadako 3D 2 não tem nada de fenomenal, mas só o fato de consertar as coisas já é demais. A atmosfera agora chega a algo semelhante à de Ringu 0, ou seja, não é algo sombrio como o resto da franquia, mas ao menos é uma história sólida. Está no nível de um filme de terror padrão.

A história é de uma mulher que passa a cuidar de uma garotinha que faz desenhos estranhos, no entanto pessoas começam a morrer e "coincidentemente" são em ocasiões exatamente iguais às figuras desenhadas pela menina. Isso leva a uma série de investigações que ligam a um vídeo amaldiçoado que aqueles que assistem morrem.

Um dos grandes méritos do filme é perceberem que "O Chamado" não é um anime de jovens com super poderes que lutam estilosamente e usam roupas descoladas. Apesar de ser o mesmo diretor, mudaram os roteiristas, porém teve uma melhora em absolutamente tudo do filme, desde a atuação até a fotografia.

Um dos problemas do primeiro filme é que os atores pareciam pensar que quanto mais fizessem caretas, gritassem e olhassem pra tela, melhor a atuação era. Aqui não dá pra dizer que os atores são uma maravilha, porém ao menos parecem pessoas mais normais. Também tenho que dizer que a atuação infantil me surpreendeu demais e essa sim é de bater palmas, as crianças usadas no filme choram de uma forma natural muito incrível e dão um verdadeiro espetáculo em demonstração de emoções, eu achei até bizarro o contraste em relação a várias obras japonesas que já vi e a maioria dos atores era só a bagaceira.

A história não é o que dá pra chamar de maravilhosa, mas ao menos há o clima dramático de volta, dando um toque mais sério à coisa e também a investigação é apresentada de uma forma mais sérias, não como a tosqueira do primeiro filme. Existe até uma surpresinha no final com uma pequena reviravolta. Não é nada demais, porém você vê que aconteceu um esforço dessa vez.

A fotografia agora parece de filme mesmo e não a imagem de uma câmera em HD filmando um grupo de teatro. Não tem um filtro sombrio, ainda é algo meio colorido demais, porém não causa aquele incômodo de parecer demais com um episódio de série de má qualidade e que foi tão desagradável de ver.

Tem uns elementos trash que me agradaram, pois lembram bem a visão que tenho do horror oriental mesmo. Foram momentos bizarros como a de uma mulher possuída que o cabelo dela prende em uma máquina e ela começa a balançar a cabeça, atacando com a máquina. Isso com uma voz distorcida que me fez lembrar criaturas de Silent Hill. Esse tipo de coisa é meio tosca, mas acho que foram aplicadas de uma forma legal aqui.

Enfim, se você é fã de horror japonês, talvez seja um bom passa tempo. É meio triste de dizer, mas o que mais faz esse filme parecer bom é o fato do primeiro ser uma desgraça total. Ou seja, eu tinha uma "expectativa" tão alta desse filme conseguir ser muito pior que o primeiro, que quando vi que não era ele pareceu até bom, mas sei que é um filme mediano mesmo. Se bem que foi ingenuidade minha achar que algo conseguiria ser pior que o primeiro filme né? kkkkk. Agora confira o trailer que faz o filme parecer tão ruim ou até pior que o primeiro:


Nenhum comentário: