Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 2 de outubro de 2016

Pó ké Bom - A droga de Pokemon comercializada no RJ

Quando Pokemon GO foi lançado, o povo ficou louco e isso revolucionou muita coisa graças à tão repentina explosão. Isso fez coisas inusitadas como tornar a sociedade mais saudável, e muita gente que não tinha ideia de o que diabos era pokemon (geralmente pessoas mais velhas), acabou se surpreendendo com tanta gente falando disso, invocando inclusive vários fanáticos religiosos para dizer que era coisa do diabo.

Mas teve também quem tirou proveito da situação para lucrar. Um amigo meu falou que na faculdade dele tinha um vendedor que resolveu renomear o nome do negócio e assim passou a vender Pikachurros bem em um Pokestop, então já viam que a coisa pode ser bem lucrativa se você for engenhoso, não é mesmo?



Infelizmente a engenhosidade não é apenas para pessoas do bem, um bom exemplo foi o caso daqueles bandidos que resolveram acampar em um pokestop, e assim começaram a lucrar muitos celulares de jogadores que resolviam dar uma paradinha lá. Mas não achem que somente nos Estados Unidos os bandidos se aproveitaram disso não, aqui no Brasil a festa também gerou frutos.

Em setembro de 2016 a Policia Militar do 12ºBPM de Niterói estava fazendo uma limpa na Comunidade Sem Terra, em Inoã e descobriram que estavam lidando com bandidos que manjavam do marketing! Vários pacotinhos de cocaína foram encontrados com uma embalagem contendo um Pikachu com uma metralhadora e a marca Pó ké Bom:

Eiiitaaa porra ein? Uahahahha, imagino a reação da Nintendo. Primeiro o filme pornô de Pokemon GO, depois cocaína usando a marca. O que mais será que se tem por aí? O mercado negro de orgãos com Pokemon GO tatuado? Uahahhaha. E se você não jogou por não ter como, hoje dá pra achar celulares extremamente baratos que rodam.


Nenhum comentário: