Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 22 de outubro de 2016

Home Behind - Encarne um refugiado e tente sobreviver

Esse é um daqueles jogos com uma jogabilidade peculiar que ao mesmo tempo que deixa as coisas meio travadas demais (não podendo controlar diretamente o personagem), faz uma simulação de grande liberdade com diversas possibilidades acontecendo frequentemente. É uma obra do gênero roguelike com um visual simpático e algumas peculiaridades.

Aqui você assume o papel de um homem que mora em terras rurais em um país em guerra civil, isso faz com que soldados apareçam perambulando pelo lugar de tempos em tempos e é assustador com o passar dos anos, mas nunca foi além. No entanto tudo muda quando sua aldeia é incendiada e no meio da confusão sua filha desaparece, não restando alternativa a não ser vagar pelo mundo tentando achar a filha e fugir dos horrores da guerra.

Não é dito exatamente qual das guerras civis é a que acontece no jogo, mas ao que tudo indica é algo fictício. As coisas aqui acontecem de forma bastante aleatória, como é normal em obras desse gênero, sendo assim é o tipo de jogo que o fator rejogabilidade é altíssimo e para quem gostar é realmente um ótimo investimento.

Aqui você escolhe a profissão de seu personagem, que afetará a sua interação com o mundo e pode destravar várias outras profissões. Na jogabilidade o seu personagem anda automaticamente em um cenário da esquerda para a direita, os controles diretos são o de parar para descansar, colocar o personagem para correr e mexer no inventário. Mas andar e parar para encontros é algo que acontece automaticamente, você escolhe apenas a interação com as coisas.

Então se você dá de cara com uma pessoa, lugar com água, animal ou qualquer outra coisa, o jogo para automaticamente e você tem opções de interagir. Por exemplo em um lago você poderá beber e encher a garrafa, uma pessoa pode ou não ser perigosa e vai variar a interação indo desde um combate até uma amigável troca de recursos.

O combate do jogo é em um estilo bastante parado, você clica para atacar e também para defender, tendo que esperar a animação  para atacar de novo, sendo assim não pode ser frenético na clicada, se você fizer isso apenas vai ver o personagem movendo a arma no começo da animação repetidamente, mas sem completar o ataque. Existem também modos de combate que beneficiam certos aspectos como dano e precisão.

De certa forma o jogo me lembrou o tristonho Sheltered, essa sensação de família com problemas e um ambiente sem leis onde é preciso vagar e coletar recursos, além do visual bonitinho com um ângulo de câmera semelhante ao de exploração apresentado em Sheltered acaba dando um semblante semelhante, especialmente os dois sendo roguelikes.

Outro jogo que me lembrou foi o simpático The Flame in the Flood, com o seu sistema de coletar recursos e ter que manter várias barrinhas em alta como humor, saúde e sede. Aqui você tem que sempre se preocupar com isso e por isso coletar ou lutar por recursos e saber a hora de se livrar de algo em benefício da outra coisa.

Enfim, fica essa dica de jogo simpático com jogabilidade simples, requisitos baixos e que dependendo de quem jogar pode ser altamente viciante. Alguns reviews dizem que ele só tá disponível em chinês, mas foi atualizado e agora até português tá na lista. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.


Nenhum comentário: