Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 2 de agosto de 2016

As diferenças entre a HQ e a série de Preacher T01E10

Esse é um especial de matérias em que faço uma comparação entre a série Preacher com a polêmica HQ Preacher, mostrando as diferenças cena a cena. Se você quiser ver a lista com todos os episódios comparados é só dar uma olhada aqui. Caso esteja a procura da revista em quadrinhos a venda, elas foram lançadas no Brasil em volumes e você pode conferir aqui.

Notem que esse episódio começa novamente com a música que citei no primeiro episódio "Time of the Preacher", que aparece logo no começo da edição 1 da HQ. Ficou bem claro que o último episódio da temporada é como se fosse o primeiro da HQ. Apesar de que acho que, com o passar da temporada, vocês já deduziram que a coisa chegaria a esse ponto.


Vamos primeiro logo eliminar as coisas mais gritantes que não existem, Donnie e sua mulher não existem, Carlos não existe. Então todas as sequencias que envolvem esses personagens, incluindo o lance do bebê e um casal ajudando o reverendo, são originais da série, na HQ as coisas pegam um rumo diferente, apesar de que no fim das contas acabam com um resultado semelhante.

A cena com Cassidy e o Xerife também é algo da própria série, Cassidy não é investigado e o Xerife não descobre isso tudo e ainda deduz que o cara é um vampiro. Aliás, baita coisa forçada, não? Uma pessoa normalmente deduziria que tem algo errado na papelada e não que é um vampiro e já sentasse a bala no infeliz. Porém a série já mostrou que essas coisas forçadas é algo comum, Donnie ficando surdo só pra pegar o reverendo que o diga...

A parte da administração do gás também é algo feito para substituir a cena da igreja que tanto falo. Mas na série resolveram mandar a cidade inteira pelos ares e não apenas a igreja. Lembrando que na HQ a explosão acontece quando Jesse é possuído por Genesis durante o sermão. A igreja está toda presente porque na noite anterior ele foi apontar o dedo e falar os pecados da galera no boteco da cidade.

Quanto a grande cena do episódio, a aparição de Deus. Bom, isso é algo que só acontece no segundo arco da HQ, e é bem diferente mesmo, em uma história que até então não se encaixa com a versão do seriado. Algo que envolve o passado de Jesse voltando para atormentá-lo e acontece uma tragédia, é nesse ponto que Deus aparece, porém não para todo mundo, apenas para Tulipa, em um quartinho, e diz a ela que precisa convencer Jesse a adorá-lo.

Uma outra coisa é que na HQ não mostram Deus diretamente, ao invés disso é possível ver seu brilho enquanto Tulipa fala com ele. Isso gera uma enorme curiosidade, que acho que poderia ter sido explorada no seriado. Só mais pra frente é que ele é mostrado diretamente, a adaptação ficou muito boa, a diferença é que o da HQ é bem musculoso, parece Jesus mais forte, na série parece mais um velhinho padrão mesmo.

A cena de Odin Quincannon é bem curiosa, ele segurando uma criança feita de carne moída. Na HQ isso não acontece, ele não tem família alguma. Ao invés disso fica entrando em um galpão e proibe todo mundo de entrar, coloca vigia na porta. Sempre sai só de samba canção e completamente ensanguentado. Mais pra frente é revelado que ele fez uma mulher gigante de carne, com peitos feitos de corpos de frango e tal, e aparentemente ele transa com ela. Não tem nada a ver com carinho familiar.

E por fim a temporada termina com a cena dos personagens na lanchonete de beira de estrada. Essa cena é referente ao começo da HQ em que os três personagens contam suas versões da história para assim juntarem as peças e verem como suas histórias se cruzaram.

Basicamente essas são as mudanças desse episódio. O que acharam da primeira temporada? As HQ's de Preacher foram lançadas no Brasil em volumes e você pode conferir aqui.

Nenhum comentário: