Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 28 de julho de 2016

O fantasma de Enfield

É normal se ouvir histórias de fantasmas em tudo quanto é parte, muito provavelmente alguém que você conhece tem uma história pra contar. Mas em geral essas histórias normalmente sempre aconteceram de forma isolada e é preciso se acreditar na palavra da pessoa, o que faz a credibilidade cair enormemente, no entanto nos anos 70 aconteceu um caso intrigante que foi acompanhado pela própria mídia! O caso do Poltergeist de Enfield.




Enfield é um bairro de Londres que foi criado em 1965. Mas era só um lugarzinho discreto até 1977 quando ganhou a atenção da mídia e depois do mundo inteiro graças a fenômenos macabros acontecendo no lugar. O grande diferencial era a violência das manifestações, fazendo com que as pessoas rapidamente acreditassem.

Tudo começou em agosto de 1977 quando uma mãe solteira chamada Peggy Hodgson pediu ajuda dos vizinhos. Isso porque os filhos dela avisaram que os móveis do quarto estavam se movendo enquanto tentavam dormir. No começo a mãe acho que era só coisa de criança mesmo, até ela notar que um móvel de seu quarto estava posicionado de uma forma diferente e quando o arrumou, ele se moveu bruscamente de volta.

Os vizinhos naturalmente ficaram sem saber o que fazer quanto ao relato da mulher, afinal de contas era bizarra a coisa. Quando foram constar, eles mesmos notaram coisas se movendo, um dos vizinhos inclusive se machucou com um brinquedo que voou no cotovelo dele. E no fim das contas ligaram para a polícia.

Como vocês devem imaginar, nada iria acontecer quando a polícia chegasse e iam ficar pensando que são só mais uns lunáticos que imaginam coisas né? Pois bem, mas foi exatamente nesse ponto que o caso chamou a atenção, pois até mesmo a dupla de policial que foi conferir, presenciou coisas se movendo. Investigaram para procurar algo que indicasse um truque, mas não tinha nada e assim registraram a coisa.

Eram quatro crianças, Billy de 7 anos, Johnny de 10 anos, Janet, de 11 anos e Margaret, de 13 anos. Mas a criança que mais tinha contato era Janet, chegando inclusive a ser possuída diversas vezes, falando com uma voz rouca masculina. Ela também aparecia em diversos lugares  estranhos da casa quando ia dormir, por exemplo em cima de um aparelho de som.

Aconteciam coisas no lugar como poças de água surgindo do nada, incêndios repentinos que surgiam e desapareciam sem deixar qualquer marca de fogo, batidas nas paredes e muito mais. O caso virou uma verdadeira novela com as notícias saindo sem parar e o público louco para saber qual seria o próximo acontecimento estranho.

Isso fez com que chamasse a atenção de membros da Sociedades de Pesquisas Psíquicas, que passaram a investigar constantemente e fazer testes. Algo que durou dois anos até que Janet foi levada para ficar um mês e meio em um hospital no sul de Londres, aí os fenômenos começaram a diminuir até as coisas ficarem quase normais. Peggy disse que continuou se sentindo observada e que vez ou outra podia se ouvir algo mas nada como no início.

Um dos espíritos se identificou como Bill e disse que morreu em uma poltrona no canto da casa, muitos anos antes. Depois foram pesquisar e descobriram que realmente um senhor com esse nome morou ali e faleceu no lugar exato, um dos fatos que deixou as pessoas mais intrigadas pois seria muito estranho a garota de 11 anos saber disso.

Uma coisa interessante é que esse caso foi usado para o filme Invocação do Mal 2, colocando Ed e Lorraine Warren como quem investigaram. Mas na verdade eles só foram lá um dia e saíram rapidamente. Quem realmente acompanhou e registrou tudo foi o inventor Maurice Grosse, da Sociedades de Pesquisas Psíquica.

É bem estranho terem colocado a dupla exatamente nesse caso, pois afinal de contas falta de histórias eles não tem. Inclusive existe um livro chamado Invocadores do Mal, que registram dezenas de casos deles durante o período de cinco décadas, então sem dúvidas é coisa pra caramba, mas preferiram colocar algo que eles realmente não tiveram participação relevante.

Durante as investigações da coisa tiveram registros das mais variadas maneiras. Muita gente contou seus relatos do que presenciaram, inclusive a própria dupla de policial que foi inicialmente acabou dando uma entrevista e explicaram exatamente o que fizeram na casa e suas impressões sobre o que presenciaram.

Também há áudios de Janet falando com a voz bastante grossa, assim como vídeos. Além de algumas fotos estranhas como a de uma suposta levitação. O caso é muito debatido sobre ser ou não ser uma fraude. Tem muita gente que diz que as duas garotas fingiam, assim como quem diga que as próprias pessoas envolvida queriam chamar a atenção da imprensa.

Após ficar adulta Janet disse que 2% dos acontecimentos ela forjou, mas negou que tudo tenha sido uma mentira. Isso faz com que muita gente pense que algumas das coisas registradas sejam realmente falsas graças a crianças fazendo travessuras em meio a algo que chamou a atenção da imprensa, mas que tudo começou com algo real.

Esse é considerado um dos casos mais bem documentados da história em relação a entidades macabras, mas existem outros lugares que também se destacam como a maldição do Cecil Hotel, que aconteceram coisas estranhas por décadas ou mesmo a floresta do suicídio japonesa. Caso tenham se interessado pelo Caso Enfield, na época foi feito um documentário sobre ele, confiram legendado:


Nenhum comentário: