Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 15 de maio de 2016

O obscuro mundo das Bíblias de Tijuana

Quando observamos a Regra 34 da internet, podemos ter a ilusão de que a pornografia de coisas absurdas só explodiu com a vinda da era virtual. E isso parece algo bastante lógico, afinal de contas por mais que você tenha visto a bagaceira dos anos 80 e 90 em programas infantis, aquilo parecia meio ingênuo de certa forma devido à falta de profissionalismo, então você não imagina algo que vá além e que use uma malícia bem clara e proposital mesmo, como sei lá... alguém resolvendo fazer um pornô do Mickey e lançando como HQ em 1930, até porque a sociedade era absurdamente mais conservadora que a geração internet. Pois é... As bíblias de Tijuana são EXATAMENTE isso.

Eu lembro que no final dos anos 90 um dos garotos da minha quadra conseguiu um monte de imagens pornográficas de super heróis. Aquilo me deixou tão impressionado, afinal de contas como era possível uma coisa como aquela existir? De repente os super heróis que eu via como tão padrões tavam em um monte de imagens sexuais? E algo tão bem feito, eu nunca tinha imaginado uma coisa daquelas. Mal imaginava que aquela novidade não tinha nada de realmente novo.


O mundo é bizarro, você já deve ter notado, os filmes snuff mostram de forma bem clara a face da depravação. E quando teve a explosão da deep web, aí sim o mundo voltou os olhos para a verdadeira face da depravação e bizarrice que está mundo afora. Mas isso sempre existiu na humanidade. Ideias sombrias e pensamentos distorcidos de certas coisas. Quem nunca viu alguém (até mesmo crianças) pegando uma música e inventando uma letra nova no mesmo ritmo porém maliciosa?

Na década de vinte as revistas em quadrinhos ainda estavam engatinhando, a primeira HQ de Batman só saiu em 1939 e apenas um ano antes saiu a primeira HQ do Super Homem. Dois personagens extremamente icônicos dos quadrinhos e que parecem ter existido desde sempre. Isso falando da DC, porque por exemplo no livro Marvel Comics A história Secreta, você percebe que a Marvel vivia no sufoco a um ponto de falir.  Então imagina nos anos 20 a situação das HQ's como as coisas eram lentas?

Naquele tempo o grande foco dos quadrinhos eram reimpressões de tirinhas que saíram nos jornais, ou seja pegavam um monte delas, juntavam em uma só revista e lançavam uma coletânea para colecionadores guardarem em casa ao invés de terem que amontoar uma penca de jornais em um canto do quarto.

E então do nada surgiu um novo tipo de revistas em quadrinhos, ninguém sabe de onde vieram, como começou. Quase nenhuma tinha assinatura de roteiristas, desenhistas, editora. Elas nem ao menos eram vendidas em locais especializados (Ao menos não oficialmente), a distribuição era em frente a escolas, garagens, barbearias, locais onde normalmente não se vendiam impressos.

Elas usavam personagens famosos da cultura pop da época como o Popeye e o Gato Félix, mas não apenas se limitavam a isso e iam além, usando figuras políticas, atores famosos e muito mais. Todo mundo que tivesse a carinha conhecido ia parar uma hora nas Bíblias de Tijuana, o que tornava a coisa extremamente atraente.

Mas afinal o que exatamente eram essas coisas? Basicamente eram revistas em quadrinhos indie, não tinham autorização e o conteúdo era sexual. Personagens e pessoas eram pegos e colocados em situações variadas envolvendo sexo. Algumas fotorealistas com desenhos impressionantes, outras muito mal feitas e com bastante descuido. Algumas histórias usavam bastante a imaginação como políticos homens com vagina e transando com rivais.

A impressão da coisa era em papel vagabundo, o formato padrão era 10x15cm e normalmente continuam oito páginas que eram coladas com grampeador. A coisa era só a bagaceira feita nas coxas mesmo e distribuída por aí. Vez ou outra a polícia aparecia pra levar os estoques, mas isso normalmente acontecia quando alguém se sentia incomodado, especialmente as estrelas que acabavam tenso seus corpinhos imaginados em situações constrangedoras.

Um detalhe que tornava a coisa ainda mais atraente é que essa é a primeira forma de revista pornográfica. Na época existiam revistas que tinham artigos envolvendo naturalismo, ou seja não era algo focado especificamente na pornografia, com posições sexuais e tudo mais. Já nas Bíblias de Tijuana a coisa era completamente erótica.

Na época o preconceito de Norte Americanos contra Mexicanos já era bem forte então daí vem o nome. Tijuana é uma cidade na fronteira entre México e Estados Unidos, então como essas revistas não eram legalizadas nem nada, podiam ter coisas preconceituosas também. Não se sabe se o nome surgiu dos criadores ou se foi o próprio povo. Mas em geral, o preconceito com mexicanos era relacionado especialmente a drogas. Assim diziam que em Tijuana as bíblias eram só a bagaceira. Mas tinham outros nomes, que eram bluesies, eight-pagers, gray-backs, Jiggs-and-Maggie books, jo-jo books, Tillie-and-Mac books, two-by-fours e claro não podia deixar de faltar o último nome "fuck books" kkkkkk.

Essas revistas imperaram por um bom tempo, ficando por quarenta anos populares, a coisa começou a decair após a segunda guerra mundial. Com a vinda da era do populuxe e a presença de revistas pornográficas sérias e licenciadas o povo foi perdendo o interesse e assim elas simplesmente desapareceram.

4 comentários:

Saitama - sama disse...

Agora me lembrei da primeira vez que vi um hentai.
Anos 2000, a internet não era muito popular na cidade onde eu morava. Eu estava na escola, na hora do recreio. Um amigo meu veio e disse: "Cara, tu num tem ideia do que eu descobri na internet!". Confuso, eu perguntei o que foi. Ele disse que tinha visto uma imagem da Chichi transando com o Vegeta. Obviamente, eu não acreditei. No mesmo dia, eu fui na casa dele para ver se era verdade, e então eu vi pela primeira(de muitas) vez um hentai. Nunca mais vi DB do mesmo jeito...

Gabriel Villar disse...

Anos 2000? Eu era criança nos anos 90 e uma bela noite passei na Band e estava passando um anime chamado " A lenda do demônio " pensei na hora: Que legal, deixa eu ver qual a ideia desse desenho. O.O

Super Suporte disse...

impressionado com o tanto de cultura q o maldito passa pra gente! E DE GRATIS!!!!!!

OBRIGADO SKYZIN :3

Skywalkerpg disse...

De nada, fico feliz que tenha gostado do seu novo conhecimento PORNÔ! Ò__Ò!