Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 27 de março de 2016

A Room Beyond - Pra você relembrar os velhos tempos

Sabem aqueles jogos antigos pra caramba que você tem que usar uma máquina virtual para fazer funcionar porque não rodam em sistemas operacionais modernos e quando você vai ver é lotado de pixels na tela porque a resolução é extremamente baixa? Pois hoje vou falar sobre um jogo que não é dessa era mas que usa esse estilo de visual, somado ainda com uma atmosfera fantástica!



Aqui você controla um homem que acorda dentro de uma estranha jaula de madeira em uma caverna com coisas que indicam que algum tipo de ritual foi feito. Ao conseguir sair vê que está em um lugar desconhecido com montanhas, uma densa floresta, uma vila e bastante névoa. Não demora a descobrir que existe uma lenda local sobre alguém que é conhecido como o "Andarilho da Névoa" que vaga por aquela área e mata pessoas.

Atmosférico, não acham? Tudo isso se passa em um tipo de versão alternativa da era vitoriana e tem um baita clima de história de assombração em tempos antigos, algo que lembra um pouco a atmosfera de alguns jogos como o espetacular Nocturne, é realmente bem agradável essa sensação tão intensa que você tem constantemente enquanto vaga pela floresta. Sabem aqueles contos sombrios do Robert W. Chambers? Pois aqui você vai se sentir procurando por Carcosa.

Eu vejo esse jogo como se fosse um filho do primeiro Alone in the Dark com o belíssimo The Last Door. O primeiro por seu visual, realmente A Room Beyond passa algo muito semelhante a aquilo, um design de algo antigo e aqueles fundos com uma arte tão peculiarmente parecida. O segundo por seu universo em si que se encaixa perfeitamente no universo de A Room Beyond e os dois inclusive poderiam ser vistos como da mesma franquia já que até a apresentação em forma de episódios com abertura e tudo mais é no mesmo estilo.

Acho que a primeira coisa que chama a atenção de alguém para dar uma conferida nesse jogo é o seu visual extremamente pixelizado. Parece que é um jogo 3D feito para algum aparelho portátil como o Nintendo DS e depois esticado em uma tela do PC, o resultado é você ver o personagem com mais detalhes quando se aproxima da câmera e virando um quadradão ao se distanciar, muitos elementos ficam quase abstratos e existe uma baita beleza nisso, em você ver o semblante de objetos e personagens.

A jogabilidade é de um point and click, portanto é um jogo de investigação e resolução de problemas, você coleta objetos, os combina e pode usar em outros lugares, além disso também conversa com personagens e assim muitas vezes é preciso pegar informações com alguém e as usar em outra pessoa para que a história se desenvolva.

Enfim, esse é um jogo bem tranquilo e tem aquele climinha gostoso de mistério, sem sombra de dúvidas vale a pena, o primeiro episódio tem apenas 80 mb e pode ser jogado de graça, então se você quiser experimentar é só baixar na steam. Também vale a pena dar uma conferida no G2A pra ver o valor que o jogo tá lá, pois muitas vezes tá mais barato que na steam, e aceitam boleto bancário. Agora confiram que delícia de abertura:

Nenhum comentário: