Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 15 de novembro de 2015

American Horror Story Hotel - De volta aos velhos tempos

Muito bem, e chegou a hora de falar sobre a quinta temporada de American Horror Story, a aclamada série de terror que consegue dividir opiniões, com pessoas achando a coisa mais asquerosa possível e ficando bem longe, e ao mesmo tempo outras idolatrando e a colocando em um altar como série que consegue se destacar entre outras.

Essa é uma temporada que aparentemente quis retornar aos velhos tempos, restaurando certos elementos do começo da série, mas ao mesmo tempo adiciona certos toques próprios assim como cada uma das temporadas já apresentadas. Por um lado achei isso maravilhoso, mas por outro achei que fez com que se tornasse uma temporada sem muita personalidade própria.


Mas é melhor eu falar um pouco sobre as temporadas anteriores para entenderem direito o que estou falando. Quando Murder House saiu, ela foi a responsável por apresentar a fórmula, sendo assim é "A temporada original", o que a torna muito atraente por si só, algo que ninguém estava esperando e então ela foi lá e surpreendeu.

Daí veio a segunda temporada, Asylum, que o povo já estava na empolgação e adicionou uma quantidade de bizarrices e mistureba constante. ET's, demônios, experiências macabras, tudo isso rolando em um sanatório. Essa sem dúvidas é uma das temporadas que mais encantou e muita gente a considera como a melhor de todas.
A temporada Coven por sua vez começou a desandar a coisa, pois apesar de muito boa como série própria, não pareceu muito digna como temporada de AHS, é tudo muito bonitinho, a escolinha de bruxinhas. Se a temporada fosse focada na galera da macumba teria tão mais a ver, mas o bizarro da coisa foi muito pouco, tipo o cara com cabeça de touro. Seria ótimo se fosse uma série própria, e inclusive uma segunda temporada pra aquilo seria uma delícia.

Daí veio a quarta temporada Freak Show que parece ter sido bolada especialmente para compensar a falta de bizarrice da terceira. Nessa colocando foco completo em um circo de aberrações, por outro lado o erro dela foi exatamente o oposto da Coven, aqui o que faltou foi o sobrenatural, tendo realmente muito pouco, se concentrando no episódio de dia das bruxas.

E por fim veio a temporada tema dessa matéria, que é notável que o objetivo foi retornar aos velhos tempos. Adicionando tanto elementos de bizarrice, quanto um mistureba com sobrenatural com direito a vampiros, fantasmas, investigação policial e um hotel cheio de coisas esquisitas acontecendo por toda parte.

Aqui é apresentado um lugar chamado Hotel Cortez, que para quem não sabe foi usado como base no Hotel Cecil, onde as mais variadas bizarrices rolaram. E a trama mostra um detetive investigando um serial killer e indo parar no lugar, mas com as coisas ficando cada vez mais sombrias e parecendo não ter sentido.

A ideia sim é bem maravilhosa, mas o que falei quanto a falta de personalidade, é que a temporada lembra demais Murder House, inclusive já no primeiro episódio mostrando um cara que parece a versão hoteleira do maluco com roupa de masoquista na primeira temporada. Então é algo que tira parte do crédito da coisa.

Por outro lado eu achei a temporada em si muito legal, sei bem que eu teria amado muito mais se fosse a primeira temporada e eu ainda não tivesse "experimentado" as anteriores. Parece mais um daqueles casos em que você sabe que é muito boa a coisa, mas não consegue apreciar em sua totalidade simplesmente porque parece mais do mesmo. Não há aquele espanto de "Uau! Eu nunca vi nada assim antes!", é mais para "Uau, eu já vi algo assim, era muito bom!".

A Lady Gaga foi adicionada a essa temporada, o que naturalmente fez muita gente se remoer e dizer que só porque ela tava lá, estragou tudo, nada mais presta. Aquele drama de sempre, mas convenhamos né? Uma série bizarra dessas não é completamente adequada para uma pessoa bizarra como a Lady Gaga?

Ao meu ver ficou tudo a ver, foi um atrativo a mais. Até porque estamos falando do seriado dos criadores de Glee. Os caras sempre tiveram uma ligação com música, especialmente pop. Ou vão dizer que acham que aquela cena insana da Lana Banana não foi uma das que mais tiveram destaque na série inteira, mesmo não tendo absurdamente NADA a ver com terror? E a própria Lady Gaga vive fazendo referências a elementos da cultura pop, um bom exemplo é o clipe Telephone.

Enfim, é uma temporada que acho bem legal, mas que infelizmente parece ter sido sufocada pela primeira com um lugar a moda antigo e bem macabro. Sei que vai ter muita gente exagerada que vai dizer que nunca viu nada pior na vida inteira, mas acho que é meio injusto. A única coisa que posso dizer que odiei por achar forçada demais é a sala branca com jogos antigos rolando, mas no geral recomendo demais. E como sempre os teasers são impecáveis, confira a compilação:


5 comentários:

Gantz Brasil disse...

Concordo contigo, Sky. Essa temporada é muito boa, mas poderia ser melhor se não tivesse isso de clima Murder House. Acho também que a atuação da Lady Gaga fica a desejar. Bem... talvez seja apenas a personagem que exige que ela seja fria. Espero que ano que vem o tema seja School.

New El disse...

Sky qual a temporada que vc mais gosta?
Não sei se é viagem minha, mas tenho a sensação q vc não assistiu a centopéia humana, estou querendo assistir a triologia, mas só depois de uma análise sua...

Skywalkerpg disse...

New El

A segunda temporada é a minha favorita, eu tenho a sensação de que existe uma maldição nas séries que a segunda temporada tem o dom de ser a mais fantástica e depois começa a cair a coisa... Parece que fazem a primeira super empolgados e quando criam o modelo, está perfeito para realmente usá-lo, aí vem a segunda temporada fantástica (não todas, mas muitas já vi isso acontecer) daí ela é tão maravilhosa que mesmo a terceira sendo boa, ela parece fraca graças ao brilho da segunda kkkk.

Lamento dizer, mas eu provavelmente NUNCA vou assistir A centopeia humana. Esse tipo de filme como A mosca, Tusk e Centopeia Humana me deixam muito perturbado, a ideia fica na minha mente por muitos dias e incomoda, então eu nem vejo kkkk, talvez um dia aconteça, mas ao menos atualmente está completamente fora dos meus planos, desculpe. =/

Miya Seat Lee disse...

Que isso, Sky! O fato da obra ficar passando e repassando na nossa mente não é o que nos faz perceber o quanto a obra é grandiosa? Então não lerá "A Metamorfose"?

Skywalkerpg disse...

Não estou dizendo que é ruim ou bom, mas sim que me perturba e acho desagradável a sensação. Mas acho que só o choque em si não automaticamente faz com que algo seja bom, por exemplo na Deep Web é lotado dos vídeos bizarros e pior, reais kkkk. Por algum motivo ainda pretendo ler "A Metamorfose" mas sei bem a sensação desagradável que vou ficar por um bom tempo. Tenho isso desde criança, talvez seja algum tipo de trauma, por exemplo tinha um episódio de algum desenho de ação dos anos 90 que tinha um personagem que começava a se transformar em uma mosca graças a uma mutação que sofreu, e ele não tinha controle sobre aquilo, daí começava a gritar e os olhos dele iam se esticando pra fora da cabeça e ficando vermelho, assim como a boca até virar uma boca estranha e ele virava uma mosca em meio aos gritos. Eu achava aquela cena completamente asquerosa, talvez seja graças a ela que eu tenha passado a não gostar de filmes como O homem cobra e A maldição da aranha. Urgh.