Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Paint the Town Red - Um simulador de tretas e barracos

Lutar é algo natural do ser humano, por mais que nós tentemos reprimir isso, a ideia da brutalidade para se conseguir o que quer é algo que vem de nosso interior. Sendo assim é comum se ver uma pessoa falando que ficou horrorizada com a briga de fulano, mas na hora o que tava fazendo era "UHUUULLL QUEBRA A CARA DELEEE!!!", então é o tipo de coisa que dá um pouco mais de adrenalina a vida, e por isso temos tantos esportes como luta.



Sendo assim hoje vou falar sobre um jogo bem desse gênero, e que inicialmente você olha e pode pensar que é algo semelhante a títulos como o viciante Unturned, ou mesmo o tão cheio de possibilidades Salt, no entanto aqui o que temos não é um jogo de mundo aberto e o visual indie escancarado pode sugerir que seja algo do tipo, mas a coisa é fechada e bem divertida.
Não existe bem uma história nesse jogo, mas de certa forma há uma trama, aqui você consulta uma daquelas antigas máquinas com jornais, que eram muito comuns antes da internet se tornar popular, especialmente para investigadores. E as manchetes em destaque são sobre uma pancadaria louca e sem sentido que rolou em algum lugar e em épocas diferentes.

O jogo é basicamente um simulador de treta! Você escolhe qual o barraco que quer participar e ao apertar o botão, a fase começa com você na entrada do estabelecimento. Ao entrar, tudo vai estar bem, musiquinha, pessoas se divertindo, interagindo, dançando, tocando algo, tudo normal. Ao menos até algo acontecer...
Você é livre pra começar a confusão, que tal estar no lugar errado, na hora errada? Uma reunião de mafiosos em uma sala? Ou simplesmente entrar na cozinha sem fazer parte do pessoal? Mas claro, você pode ir logo direto ao ponto e meter a voadora na cara de um infeliz. Uma vez que a treta começa. pronto...

Sabem aquelas brigas de bar que se tem em filmes? Onde um cara mete a mão na cara do outro, e de repente o bar inteiro começa a se bater? É bem nesse estilo aqui a coisa, assim que alguém se sentir incomodado, todo mundo do lugar vai achar alguém pra meter porrada, e inclusive o primeiro lugar da lista é exatamente um bar!
O ambiente é cheio de objetos que se pode interagir, bolas e tacos de sinuca, cutelos, a guitarra usada pelo músico do lugar, cadeiras, copos, garrafas, bandejas, cinzeiros, enfim... Qualquer coisa pode ser pega e usada pra meter na cabeça de alguém ou arremessar. Imagina que fantástico, sair correndo e pegando tudo que achar pra tacar no povo?

Outra coisa legal é que o ambiente também se quebra, então pode acontecer situações do tipo você estar no segundo andar, meter a voadora na cara de um infeliz, ele bater na cerquinha de madeira, estraçalhar ela e ir parar lá embaixo. E ainda tem ataques especiais no jogo, que após espancar gente o suficiente, você os acumula para usar coisas como soltar uma onda que lança multidões pra longe.

Enfim, esse é um daqueles jogos que o foco é mesmo a jogabilidade, algo para se passar o tempo e se divertir com a tranqueira. Se você gosta de jogos como Duck Game, onde se joga mais para uma diversão rápida e sangrenta, deve adorar esse! Uma coisa legal é que roda em qualquer PC barato. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.

Um comentário:

Matt Kist disse...

Que sincronia hein, Sky.
Você posta sobre esse jogo às 12:00 do dia 26/10/15 e o PewDiePie lança um gameplay dessa bagaça às 15:30 do mesmo dia...
Sabe o que isso significa?
Nada...