Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 5 de setembro de 2015

DiscStorm - Um agitado jogo de combate com discos

Esse é um daqueles jogos que tem um baita de um destaque com sua jogabilidade diferenciada e que a única coisa que me faz realmente lamentar é o fato do multiplayer ser apenas local, fazendo assim com que a rejogabilidade se torne limitada, mas é possível ver o enorme potencial da coisa. Mas mesmo assim é possível ter bons momentos.


A campanha do jogo te coloca no controle de um aventureiro que faz parte de uma batalha de discos e precisa atravessar os mais inusitados lugares sem entender o que exatamente está acontecendo, mas com as mais estranhas situações em ambientes com zumbis, macacos falantes e piratas, todos querendo te matar!

Esse é um jogo que de imediato me lembrou duas obras, primeiramente Tron Evolution, com toda aquela mecânica de lançamento de discos, afinal quando se pensa em combate com discos convenhamos que Tron é um dos mais notáveis destaques. E segundo o divertidíssimo Lethal League, com seu combate multiplayer tão diferente.

A mecânica de DiscStorm consegue se destacar te colocando em arenas onde é preciso enfrentar diversas hordas de inimigos e arremessar discos que saem batendo pelas paredes até perder força. Mas você tem um número limitado de discos e é aí que a coisa fica interessante, pois é preciso saber agir bem nos momentos certos.

Você pode segurar discos no ar, mas precisa ser ágil, aprender a apertar o botão no momento exato, e para jogadores experientes a coisa pode realmente ficar espetacular. Imagine jogar os três discos e ir pegando-os no ar para lançar de novo. Sendo que tem um monte de regrinhas, como só pegar um disco sem apertar o botão se ele tiver perdido a força completamente e caído no chão.

Ainda há outros detalhes a mais, como poder rebater discos inimigos, usando-os contra eles mesmos. Ou se você não tiver com nenhum disco na mão, uma habilidade especial é destravada e você pode deslizar com velocidade em uma direção, permitindo evitar inimigos e rapidamente coletar discos que caíram.

A forma que as fases passam de certa forma lembram o viciante Bardbarian, com diversas ondas de inimigos constantemente aparecendo e dividida em etapas, sendo que em um certo ponto aparece um chefe e você tem que enfrentá-lo, se acostumando com sua forma de agir e descobrindo as fraquezas para poder derrotá-lo.

Agora a parte ruim do jogo é a ausência de multiplayer online. Claro que é maravilhoso ter um multiplayer mesmo que local, com suporte a quatro jogadores, no entanto seria mesmo divertido poder jogar isso com os amigos em qualquer lugar. É o mesmo mal que algumas obras fantásticas como o insano Gentlemen e o fabuloso TowerFall Ascension tem, te fazendo pensar "Como uma maravilha dessas pode te limitar ao modo local?

Graficamente o jogo apresenta um visual pixelizado bastante simpático e que certamente deve agradar aqueles que gostam de jogos com um certo toque antigo no entanto bem feito. Por outro lado infelizmente as arenas são muito curtas e a coisa poderia ser mais agradável se os cenários fossem um pouco maiores, especialmente no multiplayer com quatro jogadores a falta de espaço pode incomodar.

Enfim, DiscStorm é um ótimo jogo com uma ótima mecânica, muito agradável para se jogar sozinho e suas falhas em geral são mais concentradas no modo multiplayer bastante limitado e que te deixa com sensação de querer algo mais. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.


Nenhum comentário: