Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 14 de março de 2015

ARMED SEVEN - Jogo com a alma de animes de mecha

Acredito que especialmente animes envolvendo robôs gigantes dos anos 80 e 90 como maquiavélico Zeorymer tinham uma essência bastante própria e que eram meio que a "cara" do que era um anime na época, vistos popularmente como "Aqueles desenhos japoneses lá que tem os robozões e tal...", então era algo que realmente conseguia um certo destaque. Os anos passaram, animes mudaram um bocado e se acumularam aos montes, a cultura pop evoluiu e nos tempos modernos robôs gigantes já não são mais assim tão cara de anime, porém mesmo assim existem algumas obras que ainda conseguem passar bem aquela sensação de obras japonesas animadas, e ARMED SEVEN é bem isso.

Na história a terra foi atacada por alienígenas, o que desencadeou em mortes em massa e muita destruição por todo o planeta, no entanto a humanidade conseguiu vencer os invasores e graças a tecnologia deixada para trás, no ano de 1989 os humanos deram um gigantesco salto tecnológico. O planeta inteiro vivia em uma época de paz, mas isso durou pouco tempo, pois do subterrâneo uma organização militar até então oculta, se revelou, a Neo Loran Order, inconformada com o rumo que o planeta tomou e querendo assumir a liderança para dirigir as coisas de uma nova maneira, o que gera uma nova guerra mundial.

Esse jogo usa um visual muito comum nos anos 90, onde você assume o controle de um robô cheio de armas para serem usadas, apesar disso usa o estilo de jogabilidade shoot 'em up, então você não assume bem o controle da posição do seu personagem, mas sim a tela se move constantemente enquanto inimigos vão surgindo na tela e você deve voar pelo cenário para desviar das balas, e também destruí-los.

No começo do jogo você equipa o seu robô da forma que achar melhor para se adaptar, escolhendo um tipo de arma principal, uma arma secundária e a forma que o seu ataque especial vai agir, fazendo assim com que você tenha um mecha todo personalizado e a jogabilidade em relação ao combate realmente possa variar um bocado dependendo da combinação que cada jogador fizer.

Graficamente o jogo tem um visual meio antigo, mas acredito que não algo que rodasse no super nintendo, a não ser que estivesse em condições especiais, como por exemplo em cartuchos equipados com o chip Super FX, que permitia rodar até 3D no console, mas em estado puro, esse tipo de gráfico provavelmente só rodaria em máquinas de fliperama. Digo isso porque usa texturas um tanto detalhadas demais, meio realistas, mas mesmo assim usa um visual pixelizado ao mesmo tempo, dando aquele forte toque de jogo dos anos 90 mesmo.

Enfim, quem gosta de desafio e procura por algo realmente difícil pra caramba e que sabe que vai ter que se esforçar muito para chegar ao fim, talvez esse seja exatamente o título que está procurando. Os interessados podem dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: