Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 23 de novembro de 2014

Pitiri 1977 - Simpático jogo com toque de velhos tempos

E aqui está mais uma obra que você vê e rapidamente percebe o carinho que foi usado para criá-lo, existe todo um toque especial no que é apresentado aqui, usando uma atmosfera de velhos tempos e que certamente irá dar uma baita pontada no coração em muitos, ao mesmo tempo que pode gerar aquela sensação de "Saudades de um tempo que nunca vivi.". Em Pitiri 1977 você assume o papel de um garoto em uma aventura espacial nos anos 70 em um jogo no estilo Metroidvania.

A história apresenta um garoto chamado Eli, que durante a festa de aniversário do irmão no ano de 1977, que ao entrar no quarto dele, se surpreende ao ver o caçula brilhando misteriosamente por algum motivo estranho, quando de repente uma estranha criatura com pinças semelhante a de um caranguejo destrói parte do quarto e entra no lugar, pegando o irmão menor e o levando.

Quando vi o trailer desse jogo e não teve jeito, acabei pensando rapidamente no clássico e magnifico Heart of Darkness, um incrível jogo de 1998 com gráficos 2D impecáveis e mostrando a história de um garoto que tem que recuperar o seu cachorro que foi abduzido. As semelhanças me pareceram imensas, mas assim que joguei Pitiri 1977, vi que ele tem uma personalidade própria e um belo toque retro que realça ainda mais isso.

A jogabilidade aqui é a de um metroidvania, onde você não tem fases do jogo, mas sim áreas para explorar, sendo que dependendo do lugar onde você estiver, precisará de uma determinada habilidade para acessar a saída. Algumas das habilidades inclusive são notavelmente semelhantes a da franquia Metroid, como por exemplo a primeira, onde você pode se encolher e sair girando, fazendo assim com que possa passar por pequenos espaços.

Sem dúvidas a atmosfera transmitida também tem o seu próprio destaque, a forma que Eli vê as coisas e faz comparações, e todo aquele toque de mistério que é apresentado junto com uma trilha sonora no estilo dos anos 70 mesmo, agrada muito! O jeito do garoto transporta para a infância novamente, por exemplo quando ele encontra um robô e pede informações, logo diz "Nossa! Um robô de verdade!" aí faz algumas comparações, hahaha, transmite bem aquela vontade que muitos tem na infância em ver uma tecnologia fora de nosso tempo.

Os gráficos são pintados a mão e a paleta de cores tem uma grande quantidade de tons de marrom e bege, dando naturalmente uma cara de coisa antiga, com cores meio apagadas, porém também muitas vezes com ambientes bem coloridos ou bem sombrios, que mantém um clima de mistério envolvente e de ficção científica.

Enfim, Pitiri 1977 é um jogo bastante apaixonante, mas que certamente tem o seu nicho, então depende bastante da pessoa, se você gosta dessas obras atmosféricas referentes a infância, aqui a essência é transmitida constantemente, mas se você prefere coisas mais agitadas com pancadaria constante, pode ser que essa não seja uma das melhores escolhas. Quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: