Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 17 de agosto de 2014

Stonerid - Um jogo 2D com toque interdimensional

Bom, esse é mais uma opção para aqueles que amam jogos de plataforma, no caso Stonerid tem o seu próprio toque especial, e apesar de não ser um jogo exatamente inovador, a sua mecânica gostosa de se jogar e variedade na quantidade de acontecimentos, acabam encantando e tornando-o um daqueles jogos que é capaz de cumprir muito bem o seu papel no quesito diversão, mantendo a pessoa entretida por um bom tempo com todo o seu charme e quebra cabeças.

A história se passa no topo de uma montanha chamada Atronast, onde há uma poderosa e gigantesca árvore mágica. Os habitantes não sabem quando ela nasceu, mas todos acreditam que tenha sido logo após a criação do mundo. O poder dessa árvore faz com que todos os seus habitantes tenham uma vida pacífica. Mas certo dia algo acontece e suas raízes começam a sugar substâncias tóxicas, poluindo-a e acabando com a paz. Os rumores dizem que a fonte desse mal vem de um lugar chamado Floresta Negra, e assim você parte em direção ao lugar para tentar descobrir e finalizar com a fonte do mal.

Como podem ver, o jogo não tem uma história exatamente genial, e bate aquela sensação de "Eu já vi isso em algum lugar... Árvore mágica? Paz sendo corrompida? Não me é estranho...", no entanto uma das vantagens, é que a trama não é abandonada como em grande parte dos jogos que apenas dá uma introdução, você acha personagens pelos lugares que passa e conversa com eles, mantendo assim a história viva.

A jogabilidade é a de um jogo de plataforma, onde você deve coletar substâncias tóxicas para diminuir os efeitos que estão causando no mundo. No entanto uma coisa muito legal na mecânica do jogo, e que dá uma bela variada, é a possibilidade de alterar os planos. Então você é um ser que viaja entre duas dimensões, podendo a qualquer momento alterar. Isso dá um toque um tanto Soul Reaver a coisa, pois além de mudar os ambientes, os inimigos são diferentes, e as próprias habilidades do personagem é diferente.

Existem também uma série de pequenos elementos que dão uma certa variada na jogabilidade, por exemplo há um item que troca a forma do seu personagem sem precisar trocá-lo de plano, fazendo assim com que seja possível usar as habilidades dele no plano onde você estiver, naturalmente as desvantagens dessa forma também vem junto.

Apesar de legal a mecânica de trocar de ambiente a qualquer momento, existe um certo problema nela. Quando você vai mudar de plano, mas tem uma rocha do outro lado, ou qualquer coisa que o personagem não poderia estar dentro, ele é bloqueado para não atravessar, no entanto pode acontecer coisas como você trocar de plano e aparecer bem em cima de um espinho, ou mesmo na frente de um inimigo, e não há indicação nenhuma disso. É claro que isso pode acabar sendo levado também de uma forma positiva, afinal transmite aquela sensação de que você até pode ir pra outra dimensão, mas não tem ideia do que te espera ali.

Os gráficos do jogo, no cenário são muito bonitos, existe um toque que parece de imagens pintadas a mão, por outro lado eu não me atrai tanto pelos personagens, não pelo design, esse está bom, mas a movimentação é um tanto esquisita e faz parecer a apresentada em jogos em flash. Quanto a trilha sonora, é maravilhosa, eu senti vontade de deixar o menu aberto só para ouvir a melodia que fica tocando, é linda.

Enfim, Stonerid pode não ser um jogo que irá te marcar pelo resto da vida e se tornar inesquecível, no entanto com certeza é um jogo muito divertido e capaz de gerar horas de diversão. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial da desenvolvedora.

Nenhum comentário: