Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Não abra-o: Um intrigante curta de terror japonês

Esse é mais um dos Contos de terror de Tóquio e outros lugares do Japão, e dessa vez com uma história realmente intrigante que faz levantar muitas teorias sobre o que exatamente aconteceu. Confiram:

Uahahahaha, mas que garotinha ousada ein? Ficou até imprevisível a reação da garota quanto ao que o avô disse "Não abra o altar da família acontece o que acontecer", daí você já pensa que ela não vai querer abrir, mas acontece alguma coisa que a pressiona e dessa forma ela acaba abrindo. No entanto na hora que o velho sai, a primeira coisa que ela faz é ir lá e abrir, não precisa de pressão nem nada, eita garotinha desobediente, ein?

Mas sobre o final do curta, afinal de contas, o que terá ocorrido, não é mesmo? Vi algumas pessoas fazendo umas teorias sobre esse curta com uma certeza enorme, porém que não achei nem um pouco convincentes. Tem quem diga que o avô queria proteger a menina e por isso pediu para que não abrisse o altar, pois havia um espírito lá dentro, e assim que voltou, viu que a garota estava com uma maldição gerada com o espírito e precisava agir rapidamente para retirar essa maldição da garota.

Mas o que eu realmente penso, é que o avô era um psicopata, e matou a avó, o espírito da menina era na verdade a velha, mas assumiu sua forma de quando jovem para assim conseguir a confiança da neta. Quando sentiu que o avô estava perto de chegar, a avó decidiu tentar levar a garota para a segurança, que é o altar, mas sem conseguir, e com a aproximação do homem, ela simplesmente entra, olha mais uma vez para a neta e então se tranca de novo no altar. Quando o avô chega e descobre que a garota abriu, percebe que pode ter descoberto algo. Isso também explicaria porque no início ele diz que a mãe da menina pode nunca chegar. Então no fim o mal não era o espírito, e sim o avô.

Mesmo assim eu realmente não sei, é tanta coisa para se pensar, tantas possibilidades, não sei se posso ter chutado certo porque o curta foi apresentado de uma forma um tanto confusa, mesmo assim achei bem espetacular. E vocês? Tem alguma teoria?

Nenhum comentário: