Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Grim Legends: The Forsaken Bride

Essa é mais uma obra da Artifex Mundi, e todos aqueles que já jogaram alguns dos jogos da empresa, certamente sabem exatamente do que eu estou falando. Isso porque em geral ela costuma usar um padrão bastante comum em suas obras, e com essa não é diferente, mas a sorte é que esse padrão é realmente robusto e bem trabalhado, além de ter uma concentração completa na história. Naturalmente eu tinha que fazer uma análise aqui, pois sei bem que especialmente aqueles que gostam de histórias para passar o tempo, irão se entreter um bocado.

A história carrega o selo "Grim", por isso alguns aqui já devem imaginar que é bem no estilo conto de fadas macabro. Ele começa com uma apresentação de uma mulher desesperada correndo enquanto fala de forma muito dolorosa sobre alguém que lhe fez promessas e a traiu, até chegar a um lugar onde retira um anel e o amaldiçoa, arremessando o objeto em um precipício, mas logo o acessório é coletado por uma entidade sombria. Após isso a história começa, se passando vinte anos e mostrando uma protagonista que viaja de carruagem para o casamento da irmã, mas na festa um enorme urso invade o lugar, e sequestra a noiva, fazendo com que a personagem principal parta ao seu resgate e em busca de respostas.

O jogo é um point and click, em primeira pessoa como os jogos em geral da empresa, e assim você vê apenas o cenário em um visual incrível e cheio de detalhes, e tem que interagir com ele enquanto as coisas acontecem, é bem legal clicar nos objetos e ver apresentações ocorrendo na hora, algumas no próprio cenário, outras em janelas que abrem para indicar o que está acontecendo.

Você pode vagar pelos cenários e tem um mapa, algo que adorei, pois dá uma sensação ainda maior de que você está mesmo vagando pelo lugar enquanto escolhe o que fazer. Existe ainda um companheiro seu, um gatinho que alcança lugares onde você não poderia chegar, e assim te ajuda, ele deixa um baita toque de peça essencial para finalizar puzzles, assim como os próprios quebra cabeças que aparecem tem um baita destaque por serem muito divertidos de irem sendo montados.

Fazia tempo que eu não jogava um jogo da Artifex onde via eles usarem a técnica que eu tanto adoro, que é o 3D que se mistura com 2D, e aqui novamente isso acontece, apresentando uma visão em primeira pessoa, onde as coisas são 3D enquanto apresentações ocorrem, mas em certos momentos ela para, e você vê o ambiente se tornar belas pinturas extremamente detalhadas. Uma coisa que adorei no visual dessa vez, é que de vez em quando você pode ver as mãos da personagem e isso dá aquela forte sensação de que se está vendo tudo em primeira pessoa mesmo.

Enfim, ta aí um bom jogo, com uma história com climinha noturno muito bem fluída, gráficos leves para rodarem em qualquer PC, e ainda legendas em português. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: