Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Direct Hit: Missile War - Um CMS futurístico de guerra

Esse é um daqueles jogos maravilhosos, mas que acabam se limitando a um certo grupo graças a sua complexidade, exigindo um certo esforço do jogador em querer aprender as mecânicas, por outro lado, é o tipo de jogo que é capaz de consumir horas de um jogador que domine suas mecânicas, fazendo-o ficar bem viciado e empolgado ao ver as coisas crescendo e ficando cada vez mais poderosas.

A história se passa em um futuro onde as viagens espaciais já são completamente comuns para humanos, e naturalmente a exploração espacial começou. Porém mesmo com a vastidão enorme do espaço, nações começam a brigar pelo direito de colonizar certos lugares, e assim disputas começam, mas para evitar uma guerra, a federação da terra desenvolve uma nova lei chamada "Guerra do Míssil", onde as coisas são resolvidas de uma maneira direta, minimizando assim as chances de uma guerra que prejudique a todos. Nesse novo conceito de guerra, duas corporações que desejam o domínio de um planeta, estabelecem bases nele, e devem começar a extrair recursos e preparar suas tecnologias, e uma deve destruir a outra, aquela que conseguir eliminar a rival primeiro, terá os direitos legais de extração no planeta.

Como podem ver, a história é bastante voltada para aquele estilo de futuro surreal, onde algo muito sangrento é adotado como medida drástica para evitar algo bem mais caótico. Mas o grande foco do jogo não é a história, já que ela é apenas um plano de fundo no final das contas, aqui a coisa realmente divertida, é a jogabilidade, que basicamente é igual durante as partidas, e diferencia mesmo na forma em que você irá fazer as coisas.

Acho que a melhor forma de se imaginar esse jogo, é pensar em um tipo de Sim City bem sangrento e no futuro, isso porque você tem que montar uma civilização, estabelecer tudo certinho, as fontes de energia, a fiação entre estruturas, a extração, desenvolvimento de novas tecnologias e aperfeiçoamento, e claro se esforçar com a tecnologia militar em mísseis, pois os combates tem como foco os ataques usando esse tipo de arma, é preciso localizar, desenvolver mísseis o mais destrutíveis possível, analisar o inimigo e atacá-lo.

Os gráficos do jogo usam um padrão bem comum especialmente em jogos antigos do gênero CMS, com gráficos em 2D, um visual distribuindo entre quadrados em que podem ser construídas estruturas em cima, e uma visão isométrica. no final das contas acaba sendo visualmente muito bonito e agradável para o estilo de jogo, embora a interface possa acabar assustando um pouco.

Enfim, esse é o tipo de jogo para aqueles jogadores que gostam de ficar horas jogando contra o computador, e que tem paciência para aprender as regras. Apesar de não ser um jogo para qualquer um, aqueles que conseguem entender a mecânica, realmente terão uma baita satisfação. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: