Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 6 de julho de 2014

O primeiro personagem homossexual de Resident Evil!

Como somos bem acostumados, há diversas revelações que acabam sendo apresentadas após um lançamento de um jogo, e com franquias gigantescas como Resident Evil não podia ser diferente, sendo assim de tempos em tempos vemos coisas bem incríveis sendo apresentadas, ou vai dizer que vocês não ficaram intrigados quando viram a versão esquecida para game boy de Resident Evil 1? E uma dessas revelações foi o fato do personagem Dee-Ay ser o primeiro homossexual da série.

A declaração foi feita pelo diretor criativo e escritor de Resident Evil: Operation Raccoon City, Adam Bullied em uma entrevista ao site americano polygon. Nas palavras do mesmo: "Eu sei porque eu criei",  O personagem se chama na verdade Crispin Jettingham, só que teve o apelido colocado como Dee-Ay, que é  a forma em que se pronuncia as letras D e A em inglês. Essas letras são uma referência a um termo conhecido no exército americano que antes tinha uma política que restringia homossexuais e bissexuais, o termo era "Don't Ask, Don't Tell", sendo o DA referente à primeira parte.

Obviamente houveram vários escândalos em relação à revelação com pessoas revoltadas devido à presença de um homossexual na franquia, e os mais frescos dizendo que não jogariam mais só por causa disso. No entanto também houveram críticas não preconceituosas mais intensa quanto ao assunto, se referindo à "inutilidade da informação". Apesar do apelido do personagem deixar claro que não foi inventado só depois pra tentar causar alguma "curiosidade a mais" ao jogo, o fato dele ter sido um fracasso na crítica fez com que afirmassem que o diretor resolveu abrir o bico tempos depois só pra tentar ganhar algum tipo de notoriedade, e tratando-se de um personagem completamente secundário e não algum de destaque como o Leon, ou o Chris, o assunto pareceu irrelevante. A declaração do diretor sobre o personagem foi:

“Dee-Ay é o que ele é. Um homem gay servindo as forças armadas [...] Ele não é aquele estereótipo de gay. Ele é só como a maioria das pessoas gays servindo ao exército: um bom e dedicado soldado”.
 
“Eu nunca escondi da CAPCOM que Dee-Ay era gay, ainda que eu não tenha certeza se eles entenderam por conta da diferença e idiomas [...] Mas eles nunca tiveram objeções ou mudaram qualquer personagem, inclusive ele.”

E vocês, o que acham disso? Interessante? Legal? Chato? Adrenalina pura? Ò_Ò

Nenhum comentário: