Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 17 de junho de 2014

Xenonauts - Defenda-se contra aliens em plena guerra fria

Esse é um daqueles jogos bastante intensos, robustos e com uma mecânica cheia de detalhes que acaba sendo um pouco difícil para alguns dominarem, mas que quando dominarem pode se tornar uma experiência espetacular e completamente viciante capaz de consumir muitas horas. Os fãs do clássico de 1993 o tem considerado como a sua sequencia espiritual, visto que a jogabilidade é extremamente parecida, porém Xenonauts trás uma personalidade própria e com seus próprios elementos na mecânica, fazendo assim com que tenha o sue próprio atrativo.

A guerra fria foi um período da história onde a tensão era constante, o medo circulava o planeta e as pessoas temiam o tempo todo que algo catastrófico acontecesse, mas ninguém sabia exatamente o que. A tecnologia era algo que as grandes nações se esforçavam para aprimorar mais e mais o tempo todo, e isso também fazia com que possibilidades um tanto exageradas começassem a ser imaginadas, entre elas a invasão alienígena. E é exatamente sobre isso que a trama de Xenonauts fala, o jogo se passa durante os anos 70 e você assume o controle de uma multi nacional especializada na defesa contra ataques alienígenas.

Eu não sei exatamente qual a forma mais adequada de classificar o gênero de Xenonauts, sendo que no fim das contas o que no final das contas me parece mesmo é um híbrido. Ele tem elementos de CMS, te colocando para administrar a organização, mas ao mesmo tempo acaba sendo visto como jogo de estratégia e combate tático em turnos. Sendo assim é um daqueles jogos onde você sente que tem uma mecânica bastante peculiar e diferente do que normalmente se é visto.

Há várias telas no jogo, sendo a principal o mapa do planeta, que você deve usar para interceptar naves alienígenas e identificar lugares onde algum tipo de acontecimento esteja acontecendo. As telas da organização são realmente variadas, permitindo que você gaste os seus recursos de várias maneiras e assim possa aperfeiçoar cada vez mais as coisas para que as missões sejam bem sucedidas, e há também as telas de combate, que podem ser tanto aéreas quanto na terra.

Bom, o mapa do mundo apresenta os vários países que se há a cobertura e inclusive cidades, a maioria tem apenas a capital do país, mas em lugares maiores como o Brasil, há mais cidades, no nosso caso por exemplo existe Brasília e o Rio de Janeiro. Você pode ver os seus aviões sobrevoando lugares e fazendo a cobertura, podendo entrar em contato e aí se iniciar um combate, onde você vai dando ordens para o jato e como deve agir.

As telas de administração variam bastante e realmente tem muita coisa, o que pode acabar por assustar alguns, nela você tem uma quantidade limitada de recursos e pode gastar da forma que achar melhor. Por exemplo você pode contratar mais pessoal para investir em pesquisas, mas você pode também preferir cobrir uma área maior, tudo custa dinheiro, e não apenas o pessoal, mas como as próprias instalações, pesquisas e etc. Você tem uma árvore de melhorias que vai usando para aperfeiçoar e deixar cada vez melhor o equipamento usado.

E por fim existe o combate em terra, que é quando o jogo apresenta um visual mais agradável, te colocando em um combate tático em turnos e mostrando tudo em uma visão isométrica com belos gráficos. Os combates são realmente tensos, você manda um grupo para lugares onde ocorreu algum tipo de contato, como por exemplo uma nave ter caído ali, há civis que precisam ser salvos e um clima bem sombrio. Cada personagem é importante e te faz realmente valorizar, pois os mesmos ganham habilidades após combates bem sucedidos, porém se morrerem é definitivamente, e assim um novo recruta será realmente um novato que vai aprendendo aos poucos, você se vê tendo que fazer um verdadeiro esforço para ninguém morrer, não é como na maioria dos jogos onde você ressuscita personagens ou eles simplesmente são descartáveis por ter vários outros iguais, aqui uma baixa vai fazer total diferença em missões futuras.

Enfim, Xenonauts é um jogo maravilhoso, muito intenso mesmo e que com certeza vale a pena dar uma conferida, especialmente se você gosta de jogos complexos, a sensação de satisfação vai ser enorme. Para quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

2 comentários:

CRM disse...

Na verdade , esta é uma cópia safada de Xcom - enemy unknown , jogo turn-based, da falida Microprose , que foi quem inventou este misto de jogo de estratégia global + jogo de turnos em combate de campo.

Após algumas sequencias mais ou menos , só recentemente a Firaxis fez um reboot da série com o incrível jogo XCOM- enemy Unknown ( seguida de patch enemy within), escolhido Game of the year de estratégia, do ano passado. Então , se vc gostou deste jogo que postou , não deve mesmo nem ter jogado o demo do novo xcom. Vale pena conferir.

Skywalkerpg disse...

Os criadores falaram que é baseado em XCOM, eu conheço a franquia, mas não cheguei a jogá-la, ele é um dos jogos que está na minha lista pra "ainda testar" só que não vou começar com um que use a jogabilidade clássica, e sim pelo bureau que acho bem fascinante graças ao ambiente adotado, uns tempos atrás postei os live actions aqui no blog, aquilo é lindo. *-*