Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 22 de junho de 2014

O desenvolvedor que chamou youtubers de ladrões!

Antigamente as pessoas faziam vídeos apresentando jogos, e nada era falado sobre o assunto, obviamente as empresas acabavam lucrando bastante com isso especialmente quando algum dono de canal com muitos visitantes apresentava um jogo, isso acabava fazendo com que o jogo fosse divulgado absurdamente, e naturalmente a empresa não precisava pagar um centavo pela divulgação. Mas as coisas começaram a mudar quando o youtube adicionou a opção de monetização pelos vídeos, o que garantiu que muitos donos de canais começassem a ganhar dinheiro pela quantidade de visualização, e obviamente aqueles com mais inscritos começaram a lucrar muito mais.

No começo tudo era uma maravilha e as coisas iam bem, o povo continuava fazendo vídeos como sempre, e melhor porque estavam lucrando. A polêmica no entanto começou quando a Nintendo exibiu que o youtube não pagasse youtubers pelo conteúdo da empresa. Claro que isso criou uma revolta, especialmente por parte dos youtubers, que já tinham se acostumado a ganhar por fazer aquilo e de repente já não podiam lucrar, muitos dos que estavam fazendo coisas como detonados de jogos da nintendo, cancelaram, isso gerou treta por parte dos visitantes, que naturalmente ficaram furiosos, dizendo que os donos dos canais só pensavam em dinheiro, e no fim todo mundo saiu perdendo, a Nintendo, que ganhou um baita olhar negativo do povo, os donos de canais que não receberam pelos vídeos feitos, e os visitantes que acompanhavam, mas naturalmente quem mais foi massacrado no meio da confusão foi a própria Nintendo, já que foi a mesma que a iniciou.

Depois disso muitas empresas começaram a se manifestar, algumas seguindo exemplo da nintendo, porém muitas, especialmente as indie, colocaram em seus sites que permitiam que seus jogos fossem divulgados e que não queriam parte do dinheiro dos youtubers ou que simplesmente não recebessem, e assim esse incômodo ficou mais para uma empresa ou outra. E é aí que entra Phil Fish, o criador do maravilhoso jogo FEZ, que surpreendeu muitos com uma declaração que fez via twitter.

Bom, antes de tudo, para quem não o conhece, o desenvolvedor não é uma das pessoas mais amadas, para quem assistiu Indie Game The Movie, deve ter visto que ele é extremamente egocêntrico e muito nervoso também. Uma das polêmicas que ele se envolveu foi quando em uma briga com um jornalista via twitter acabou cancelando FEZ 2, o que gerou dois tipos de falatórios grandes, o primeiro que ele era uma criança mimada que cancelava algo assim só por causa de uma briguinha, e o segundo que assim como FEZ 1, ele estava tendo muita dificuldade na criação do segundo jogo, e graças a isso usou a desculpa de que foi por causa da briga, tentando colocar a culpa no jornalista.

Mas bem, voltando aos youtubers, muitos aqui devem conhecer o jogador PewDiePie, um famoso youtuber que grava vídeos bem antes de youtubers se tornar algo realmente popular, especialmente vídeos de terror, acredito que ele que tenha inventado aquele estilo de se filmar pra mostrar a reação, e como o cara é muito engraçado e faz comentários bem toscos, criou uma legião de fãs, e naturalmente quando surgiu a monetização, ele já estava na frente de muita gente. Mas uma boa parte das pessoas só ficou sabendo da existência dele em 2014 quando em uma entrevista, foi informado que ele ganhou quatro milhões em 2013 apenas fazendo vídeos de jogos.

Phil Fish viu a história e ficou furioso com isso, e assim acabou indo fazer uma declaração no twitter onde disse o seguinte:

"YouTubers deveriam ter que pagar uma grande parte de sua receita para os desenvolvedores a partir do qual eles roubam todo o seu conteúdo. [Ad] receitas devem ser compartilhadas com os desenvolvedores."

"Se você ganha dinheiro adicionando o meu conteúdo no seu canal do youtube, você me deve dinheiro. Simples assim. Se você compra um filme, você não está autorizado a transmitir a totalidade publicamente para as pessoas para assistir de graça? Não, porque isso é ilegal. "

Isso fez com que uma chuva de  críticas caísse sobre ele, afinal de contas as pessoas ficaram frustradas com a atitude dele em chamar youtubers de ladrões, além é claro de ser acusado de ser ambicioso e falar coisas sem sentidos. Aparentemente esse não era o resultado que ele queria, pois ele acabou dizendo "Deixa pra lá" e colocou o seu perfil como privado.

Mas nossa, apesar de eu não fazer vídeos, acho isso bem absurdo, eu até entendo a linha de pensamento de Fish em dizer que é seu conteúdo que está sendo publicado inteiro na internet, mas isso não pode ser comparado a um filme, as pessoas não veem um filme e depois vão ao cinema assistir, um jogo elas veem no youtube e ainda assim querem jogar, pois a experiência não é a mesma. Além do mais o youtube acabou se tornando uma experiência maravilhosa para empresas, já que as mesmas não precisam pagar pela publicidade, como antigamente era feito, a publicidade passou a ser "auto-feita" com pessoas cheias de inscritos divulgando, e sem precisarem ser pagos pelas desenvolvedoras, já que youtubers são "auto-pagos", ou seja no fim as produtoras passaram a lucrar. 

Mas enfim, tudo bem, a Nintendo foi uma idiota, mas convenhamos que ela pode né? Ela tem grana pra cacete, todo mundo já conhece, e não se existe uma preocupação com publicidade, mas agora um desenvolvedor indie se metendo nisso para receber uma parte da grana, isso é realmente muito estranho, será que ele pensava que iria "conscientizar" as pessoas e fazer com que elas começassem a pagar uma bolada pra ele? Se os caras fizeram boicote até da Nintendo, imagina um produtor indie? Esse tipo de atitude não faz os caras lucrarem com alguém divulgando eles, mas sim perderem publicidade grátis. E vocês, o que acham?

Um comentário:

pierrot disse...

Eu concordo e discordo. É válido para os youtubers fazer os gameplays sim. Acredito que o caso da Nintendo tenha sido com Smash Bros, que segundo ela as cenas criadas para serem descobertas nos games acabaram vazando e isso viria a tirar o interesse pelo game. É plausível, mas isso é uma coisa que vai da escolha das pessoas. Eu mesmo não quero ver cenas que eu por ventura ia ver se estivesse avançando num game, por isso eu opto por não assistir e me limito a ver poucos minutos de um gameplay pra me interessar no jogo. Talvez como o tempo as desenvolvedoras vejam mesmo como uma publicidade indireta.