Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 19 de março de 2014

Windforge - Um jogo pra quem ama liberdade criativa!

Existem alguns jogos que atraem apenas com um elemento, muitas vezes os gráficos, outras a história, ou a jogabilidade. No entanto existem algumas vezes em que você vê um jogo e ele parece atrair por completo, é como se um grupo de mentes criativas boas em vários aspectos se juntassem e falassem "Vamos criar um jogo?" e aí saísse algo fabuloso que parece bonito de todos os ângulos, e esse é bem o caso de Windforge, um jogo maravilhoso que acredito que a maioria dos gamers se sente empolgado assim que vê o trailer, pois ele consegue fazer uma bela de uma apresentação robusta sobre o que é.

A história se passa em um mundo diferente do nosso, um ambiente Steampunk, onde muitos animais que conhecemos podem voar, como por exemplo lobos e polvos. E assim o céu é dominado por grandes naves que usam balões e hélices para voar. No entanto o combustível usado para tudo é o óleo de baleia, porém essas estão em extinção e assim que essa fonte de combustível acabar, a humanidade terá que encarar tempos onde máquinas não existirão. E é pensando nesse futuro incerto que começam os boatos sobre o povo conhecido como Aetherkin, que tem uma misteriosa fonte de energia ilimitada, mas as leis impedem que pesquisas sobre esse povo sejam feitas por algum motivo. Sendo assim pessoas poderosas começam a contratar caçadores de recompensa para investigarem às escuras, e você assume o papel de um personagem contratado para fazer essa investigação.

A jogabilidade de Windforge é incrível, inicialmente ele pode parecer simplesmente um jogo de aventura com visual bonito e onde se deve fazer algo em cada missão, porém ele vai muito além disso, colocando elementos de construção e destruição livre, sendo assim o jogador pode fazer o que quiser e tem uma enorme liberdade criativa.

Na primeira missão eu ainda não sabia disso, e entrei sem entender muito bem, tomando um baita susto quando acabei caindo do ambiente voador onde estava, foram duas vezes até começar a entender direito a mecânica. Nesse jogo você pode abrir buracos onde quiser, ou tampá-los a vontade, e assim onde não tinha passagem eu simplesmente abri uma. Apesar de 2D, o jogo tem um sistema que oculta crateras e salas se você não estiver nelas, portanto ao contrário de muitos jogos onde você pode ver pra onde deve cavar, nesse você só achará um buraco se você realmente estiver nele. No caso a primeira missão se passa em um templo, e havia o caminho certinho, só que descobri isso apenas depois, por isso tive que improvisar, mas isso só me mostrou o quanto o jogo te permite fazer as coisas ao seu próprio estilo.

Existem várias armas no jogo que dão uma bela variada, podendo atirar em monstros à distância, ou se aproximar e atacá-los com uma faca, e ainda improvisar como por exemplo pegar a furadeira e usar como arma, dando aquela sensação de ser mesmo um mercenário se virando do jeito que pode com os problemas que aparecem. Algo que dá uma bela de uma sensação de liberdade é uma corda que você pode atirar e se prender nos lugares, afinal de contas nunca se sabe quando você pode estar cavando e cair em um buraco no fundo da ilha voadora, daí você tem que ser rápido e atirar a corda pra se prender.

É muito legal a forma que as coisas são conduzidas no cenário, ele não é aquele jogo que só tem inimigos pra matar e pronto, você tem que fazer manutenção de sua nave e se virar para criar novas coisas, conseguir material pra adaptar e seguir viagem, e quando está explorando, coisas variadas acontecem, por exemplo no primeiro templo assim que você pega o que estava procurando, ele começa a se converter em barro e aos poucos vai desmoronando, e você tem que fugir, mas as passagens vão sendo bloqueadas, fazendo com que você tenha que abrir caminho antes de morrer.

Há ainda as batalhas aéreas, você é um caçador de baleias também, por isso quando sai para a caça, as baleias voadoras estarão lá e você tem que matá-las e levar a carcaça, assim como pegar tudo o que tem dentro usando o mesmo sistema de mineração, só que na baleia, é muito bonito o visual mesmo. Isso sem contar com ambientes hostis ou até mesmo inimigos em batalha que podem invadir a sua nave e causar um baita de um estrago.

Enfim, Windforge é um jogo lindo e robusto, embora tenha alguns problemas com a física, é possível se divertir demais e com certeza muita gente aqui irá sentir o vício consumir o corpo. Vale a pena, você pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Um comentário:

pierrot disse...

Ver essas baleias me lembrou do clássico do megadrive Ecco The dolphin.