Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 12 de março de 2014

GIGANTIC ARMY - Um belo jogo de robôs à moda antiga

Acredito que para os visitantes do blog não seja surpresa alguma que eu sou um grande fã de Metal Warriors, então quando descobri esse jogo, a surpresa foi simplesmente enorme! Isso porque ele é assumidamente baseado em jogos do gênero da era 16 bits, e que conseguiu mesmo trazer de volta o estilo, com uma jogabilidade viciante desde o início e gráficos capazes de fazer os olhos brilharem!

A história do jogo também serve como uma homenagem às histórias apresentadas na época, e no caso essa acontece no futurístico ano de 2009, quando a humanidade já está explorando o espaço, mas acaba entrando em confronto com uma raça conhecida como Ramulon, que se vê determinada a parar o progresso dos humanos e uma guerra se inicia no próprio planeta alienígena. Convenhamos, apesar de simples e não ser genial, a história até que é interessante e causa aquela sensação de curiosidade sobre como foi o confronto.

A jogabilidade é bem simples de se aprender, basicamente você deve configurar o seu robô, escolhendo o tipo de tiro primário e secundário, sendo que isso realmente vai fazer com que a sua forma de combate varie bastante. Depois disso você entra em cena, e se vê em um jogo que é bem fácil de sentir o prazer em se controlar o personagem. Você realmente tem aquela impressão de estar no comando de um robôzão gigante pronto para meter bala em tudo o que ver.

Não existe suporte a mouse, o que é meio ruim, mas por outro lado dá para entender, visto que é para simular um jogo da era 16 bits, portanto você anda pra frente e pra trás, e se por as setas pra cima e pra baixo, muda a mira da sua arma. Quanto a movimentação, você ainda pode voar por algum tempo, o que te permite alcançar locais mais rápidos e desviar de tiro, e também pode se mover rapidamente pra frente ou pra trás, clicando duas vezes na seta. O tiro secundário ainda acaba tendo um belo destaque, pois causa belos efeitos, como atirar no céu e então o tiro se dividir em vários mísseis e cair em cima dos inimigos.

Os gráficos são um colírio para os olhos, realmente muito bonitinhos, com detalhes da guerra acontecendo atrás, explosões constantes e visuais bem feitos para os inimigos, e um destaque são os chefes gigantescos, é muito incrível você ser o robô gigante e então surgir uma criatura absurdamente maior que você pra enfrentar, isso dá um bom clima de emoção.

Enfim, GIGANTIC ARMY é um belo jogo e irá fazer os fãs de jogos antigos do gênero ficarem muito empolgados, o nível de dificuldade não é dos mais fáceis, porém não chega a ser nada impossível. Eu recomendo muito, quem quiser pode dar uma conferida no site oficial do jogo.


Nenhum comentário: