Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 5 de janeiro de 2014

Os crimes do ateísmo

Há algum tempo atrás eu coloquei uma postagem aqui sobre ateus que quase tomaram porrada de cristãos, e sinceramente eu acho que fui imparcial pra caramba na postagem. Digo isso porque eu tenho uma baita aversão tanto a fanático religioso quanto a fanático ateu, eu acho que essas duas classes de pessoas são tão desmioladas quanto, mesmo uma se achando superior à outra. Inclusive na própria postagem, eu poderia falar que os religiosos são malvados porque fizeram isso e bla bla bla e deixar os ateus como verdadeiros santos que simplesmente foram atacados, no entanto eu deixei claro já de primeira que achei os carinhas do vídeo dois playboyzinhos que queriam aparecer, algo que eu poderia só ignorar e fingir que não vi, como é normal as pessoas fazerem nesse tipo de conversa.

Até aí beleza, porém fiquei surpreso quando vi o comentário de um cara dando a entender que no blog eu só falava sobre as maldades dos cristãos, mas ficava caladinho quanto ao repúdio e assassinato de cristãos no Oriente Médio e Ásia. Lógico que a primeira coisa que pensei foi "Pronto, chegou o primeiro cristão retardado!" e isso não por maldade a cristãos, e sim porque foi um comentário que achei realmente bem desmiolado, afinal publiquei uma postagem sobre algo do dia a dia envolvendo uma coisa que um amigo meu me mostrou por viver no lugar onde ocorreu e um vídeo que acabei vendo tempos depois, como o Nerd Maldito é um blog pessoal onde falo da minha própria vida e meus gostos, acabei resolvendo postar e por isso eu posto histórias completamente sem noção de vez em quando, tosqueiras e análises, tudo misturado sem padrão, ou seja o cara não se deu o trabalho algum em saber do que o blog se tratava e veio com a desculpa de "Dããã agora aqui é um blog sobre religião, tem que falar sobre isso também." para dar uma indireta. Mas o interessante é que o cara nem ao menos procurou no blog para saber se não haviam matérias anti-ateus.

Então acabei passando um link pra ele com a matéria sobre ateus que se acham melhores que outras pessoas, e qual não foi a minha surpresa? O cara não deu um piu, simplesmente ignorou e continuou falando com o povo, mas ele não apareceu na matéria lá pra pedir que fosse colocada uma postagem sobre o repúdio a cristãos fanáticos também e assim deixar equivalente, simplesmente ele fingiu que não viu! Por que será ein? Mas depois de uma cutucada Ò_Ò o infeliz abriu o bico dizendo que não ia comentar porra nenhuma. De qualquer forma ele deixou um link que achei interessante a forma de ver as coisas, em que é apresentada uma palestra sobre "os crimes do ateísmo" e que acredito que muitos aqui possam se interessar, vejam:

Eu achei a visão do cara um pouco distorcida das coisas, afinal se for pra colocar todos os ateus malvados da história, acaba se tendo que somar também todos os reis cristãos por exemplo. E vocês, o que acham?

3 comentários:

Parzival Leprechaun disse...

Bem, eu não acho que alguém possa julgar o conteúdo de uma religião/idealismo pela soma de quem matou mais. Seria meio que injusto julgar um culto ruim por que nele são encontradas pessoas más. Deve-se voltar-se sim ao que ele afirma =)

TDC disse...

O palestrante em sua ânsia de comprovar seu ponto de vista, além de ter partido para o deboche, não exibiu quantos foram mortos pelos regimes "ateístas". Se o nome "ateísta" fosse substituído por "comunista", seria menos mentiroso. Os ditadores citados realmente mataram um número gigantesco de pessoas, mas não por serem teístas, mas sim por serem inimigos políticos. O grande problema é que ateus e religiosos, já não querem encontrar uma verdade nos debates, mas sim, ganhar a briga e isso só demonstra a falta de bom senso dos dois lados...

Rodrigo Saint disse...

Desde quando se pode julgar as pessoas? Uma coisa é você ter seu culto/religião e ficar ali na sua, a outra é tentar induzir/obrigar os outros a seguir seu costume. Parece aquelas brigas bestas por futebol. "-Ah, o meu é melhor que o seu!"
"-Beleza, dane-se!"