Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Gamers que não aceitam serem criticados

Acho que é interessante postar esse vídeo aqui que me foi enviado pelo leitor AluCarD, nele é apresentado um caso de um garoto de 15 anos da cidade de Vila Velha, que espancou a mãe porque queria jogar vídeo game, tudo isso na frente das pedagogas.

Notei que está uma falação danada em cima do vídeo e com muitos gamers descendo o cacete falando que toda a matéria é um absurdo. Mas ao meu ver a única tosqueira da matéria e que foi realmente forçado foi o negócio de dizer que o garoto aplicou os golpes na mãe e aprendeu fazer isso nos video games. Uahahahaha, isso faz parecer algo do tipo "Fazer artes marciais pra quê? Venha jogar video game e você aprende golpes até mais estilosos!".

Agora com a matéria em geral em si, acho que nós gamers agimos muito na defensiva quanto ao assunto, porque ta óbvio que o garoto era bem maluquinho e ele mesmo assumiu que não conseguia parar, ainda mais arrombando porta pra jogar é claro que SIM, ele era um cara completamente viciado.

Fora o negócio dos golpes que aprendeu nos jogos, eu achei a matéria puramente informativa e não com intuito de denegrir os jogos, claro que é chato ver né? Afinal esse tipo de doidinho que acaba cooperando para a má imagem de pessoas que gostam de jogar. Mas o que a mídia iria fazer? "Olha gente, o garoto era louco por video games, ele bateu na mãe, assumiu que é porque queria ficar o dia inteiro jogando, mas não vamos tocar no assunto video game na matéria porque os gamers podem ficar queimados na parada, vamos só dizer que ele bateu nela sem motivo algum e arrombou a porta da irmã sem motivo também!".

Temos que parar de ficar tão na defensiva né galera? Vamos aceitar algumas críticas também, sim existe a maior putaria da mídia, mas surtar porque uma tragédia aconteceu envolvendo um viciadinho e fazer de tudo para ninguém falar nada acaba sendo hipocrisia. E eu não estou falando que a culpa seja dos jogos em si, claro que o garoto já tinha tendência e por acaso esse era o vício dele, o que estou falando é que as vezes é exagero exigir que a mídia não fale de algo só porque gostamos. Da mesma forma existe gente por aí que pega um carro e passa por cima dos outros por pura diversão, nem por isso os fanáticos por carro surtam e ficam na defensiva. Video Games são coisas que cresceram demais e não param de aumentar, o publico cresce e naturalmente gente doida ta no meio desse público também, ou seja cada vez mais vai acontecer casos do tipo, portanto é bom deixar pra surtar mesmo quando a acusação for mesmo safada do tipo "Olhaaa gente, o molequinho matou a família toda e NÃO É DIZENDO NADA, mas sabiam que ele usava a foto de um joguinho no perfil do facebook dele? Isso mesmo UM JOGO, não que eu esteja querendo dar uma indireta né? Mas fica aí a dica." aí sim é a mídia usando de forma bem safada de seu poder. Aí vai o vídeo do barraco:

7 comentários:

jose the hedgehog disse...

Eu jogo quase 19 horas nas férias e eu continuo numa boa...minhas notas são boas nunca dei problema...

Agelus disse...

Concordo, mas o exemplo ficou meio estranho, já que se um louco sai por ai atropelando por diversão a mídia não coloca a culpa nos carros.

logom disse...

Pessoas se importam tanto com vídeo games que infligem seus direitos, mas esquecem que fora desse mundo pessoas morrem por causa desses DIREITOS que tanto buscam.Não tentem cuplar os videogames, a mídia é bem idiota, ela não bota a culpa de chacinas nas armas ou nos direitos, mas culpam as pessoas, se você mata uma pessoa com uma faca, a culpa não é da faca, ela só é o meio, o videogame nem o meio é.Sempre as pessoas tentam culpar os outros, ou alguma coisa pelos seus erros.PESSOAS matam PESSOAS, não os VIDEOGAMES.

Matheus Moreira disse...

Parei em "importam".

Lucas Silva disse...

O exemplo do carro foi meio "tosco",mas o resto eu até concordo.

Lucas Silva disse...

Eu até concordo com você,mas o exemplo do carro foi meio "tosco",porquê não tem nada haver.

Skywalkerpg disse...

Você acha que não tem gente perturbada que resolve pegar um carro e sair cometendo loucuras? É só procurar cara, isso existe e existe muito, um bom exemplo é o cara que disse que queria imitar as missões do GTA e resolveu roubar um carro e sair fazendo as coisas mais loucas, e isso é só um exemplo porque maniacos que fazem coisas que prejudicam outras pessoas usam o que tem ao seu alcance e são influenciados pelo o que está ao seu alcance.