Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Brothers: A Tale of Two Sons - Um jogo muito intenso!

Esse é um daqueles jogos bastante delicados no quesito atmosfera e que imediatamente você percebe que trata-se de uma experiência que transmite um sentimento muito intenso. A começar pelo título que em português seria algo mais ou menos como "Irmãos: Um conto sobre dois filhos", e que já deixa claro que trata-se de algo que mostra uma ligação intensa entre duas pessoas.

A história apresenta dois irmãos que perderam a mãe, a mesma morreu afogada e restou-lhes apenas o pai, que acaba ficando muito doente. Quando os garotos levam o homem até o curandeiro da vila, o mesmo diz que não pode fazer nada, porém indica um lugar onde eles poderão conseguir o que é necessário para para curar o pai, e assim eles seguem ao distante lugar.

A verdade é que eu não sei exatamente se os personagens apresentados são o pai e a mãe dos garotos, pode ser que sejam seus tios ou simplesmente responsáveis por eles. Isso porque o jogo apresenta a história de uma forma muito interessante em uma língua diferente, que parece uma daquelas usadas por povos antigos. A história é desenvolvida de forma completamente intuitiva, pois você vê as reações dos personagens, a emoção colocada nas vozes e a expressão corporal. A partir daí você vai compreendendo sem ter que entender uma única palavra do que exatamente estão falando. E isso é um elemento realmente fantástico que acho que combinou muito. Digo isso porque A Tale of Two Sons não é uma história complexa, é uma história de amor e esse sentimento pode ser sentido constantemente enquanto você joga.

Os controles do jogo são bem interessantes, eu joguei no controle do Xbox 360 apesar de ter jogado a versão para PC e você controla os dois personagens ao mesmo tempo! Com o direcional esquerdo você assume o controle do irmão mais velho, e o direcional direito é usado para controlar o mais novo, sendo que os botões LT e RT são usados para se efetuar ações. Os comandos só são esses mesmos e já é o suficiente para se fazer muitas coisas no jogo.

Você atravessa diversos lugares de um reino medieval fantástico e tem que passar por vários desafios, com um irmão ajudando o outro, eu até cheguei a pensar que poderia ter um cooperativo local, no entanto percebi que o fato de você controlar os dois dessa forma é um dos charmes do jogo. Cada um dos irmãos tem habilidades diferentes, por exemplo o pequeno pode passar pelo meio de grades, enquanto o grande é mais forte e pode puxar alavancas pesadas.

Eu gostei demais da variação de coisas que são apresentadas, apesar de não ser um jogo muito difícil de se deduzir as coisas, é sempre gostoso perceber que você conseguiu resolver um problema, além disso é também fantástico ver como a equipe de desenvolvimento conduziu bem os quebra cabeças, usando fórmulas bastante inusitadas de se passar por algum lugar.

Enfim, ta aí um jogo com belos gráficos e que consegue transmitir um forte sentimento, para quem quer relaxar um pouco e apenas se divertir de uma forma muito suave, esse jogo é simplesmente perfeito para esses momentos. Quem se interessou pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

3 comentários:

KayoMatheus disse...

Cacilda, Sky. Vi esse jogo num clipe hoje, acho que na playTV naquele programa que passa umas músicas com algum jogo como fundo (clipe).
Parecia bem da hora, vou dar uma olhada nele depois. Abraços!

Matheus Moreira disse...

Corrigindo
Irmãos: Um conto sobre dois FILHOS.
Se eu tivesse controle para jogar, ficaria muito satisfeito, pois só a imagem no Steam de quando lançaram o jogo já me cativou bastante :3

Skywalkerpg disse...

Opa, obrigado, acabei repetindo irmãos hehehe. Corrigido! =)