Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 10 de novembro de 2013

The Wonderful End of the World - Um jogo viciante!

Quando eu vi esse jogo pela primeira vez não me chamou muito a atenção não e por isso eu apenas o ignorei, no entanto quando o leitor Marcos Vinicius me indicou, decidiu experimentar para ver se era bom mesmo. E para a minha grande felicidade, esse é um daqueles jogos viciantes em que você fica jogando nível atrás de nível sempre dizendo "Só mais e eu paro" mas você não consegue parar!

A primeira coisa que chama atenção no jogo é o nome "O maravilhoso final do mundo!", afinal de contas como o final do mundo poderia ser maravilhoso, não é mesmo? E logo pensei em um outro jogo, o The World Ends With You, os dois não tem nada a ver um com o outro, no entanto o clima psicodélico é bastante semelhante.

Assim que eu entrei no jogo, já me senti em casa! Isso porque tem uma tela inicial com uma música muito agradável e uma interface amigável, o que me fez sentir que assim que eu apertasse PLAY já iria saber como se joga, e foi quase isso já que o jogo é muito simples e extremamente viciante. A história é bastante sem noção. O mundo irá acabar e graças a isso você tem que pegar o máximo de coisas possível antes que aconteça! Hahahahaha, já deu pra sentir o quanto o jogo é psicodélico, não?

É difícil não comparar The Wonderful End of the World com Katamari, isso porque os dois jogos são muito parecidos. Você deve andar por aí pegando objetos, e a cada objeto pego o seu personagem fica maior e maior, até ficar enorme. Cada vez que você aumenta, você pode pegar objetos maiores, sendo assim é inevitável uma hora você pegar objetos que não conseguia antes.

Os cenários são incríveis e agradáveis de se explorar, são coisas que variam entre uma simples sala de estar e uma cenário idêntico ao de pacman. Ainda existe uma carga de humor que me agradou bastante, permitindo que você pegue coisas completamente inusitadas pra fazer parte do seu corpo, como por exemplo um cachorro.

Então o que diabos você ainda está esperando? Esse é um daqueles jogos que é muito fácil de ficar viciado, com controles bem simples, música empolgante, cenários interessantes e uma dose de humor que acaba tornando inevitável não querer jogar um pouco mais.

Nenhum comentário: